IDL - Instituto Amaro da Costa
home | temas | notícias do idl | Descerramento de quadro de Adelino Amaro da Costa

NOTÍCIAS DO IDL

Descerramento de quadro de Adelino Amaro da Costa

2010-04-19
Descerramento de quadro de Adelino Amaro da Costa

No dia 19 de Abril de 2010, na sede do IDL, em Belém, pelas 19H00, procedeu-se ao descerramento de um quadro do Eng. Adelino Amaro da Costa, da autoria de Catarina Patricio, tendo contado com a presença de familiares e amigos do nosso fundador.

Nota de Catarina Patrício

Para um artista plástico da contemporaneidade, a execução de um retrato deve ter como pano de fundo o paradigma do artista enquanto etnógrafo, isto é, a partir do trabalho de campo, próprio da antropologia, constrói uma história de vida e assume ainda o compromisso diacrónico com os cânones do medium artístico.

Trinta anos passados sobre o desaparecimento do Eng. Adelino Amaro da Costa, não seria para mim possível trabalhar a sua identidade, no contexto do retrato, apenas através da recolha discursiva; assim, a investigação do trajecto biográfico de Amaro da Costa teve também por base impressões das fontes institucionais e das pessoas que lhe eram mais próximas. A partir deste estudo, desenhei na superfície de 180x150 centímetros o retrato de um Homem eloquente, perspicaz e conciliador, ladeado por elementos que procuram reflectir dialecticamente algo do muito que deixou edificado na sua vida e na História de Portugal:

- estruturas do Arsenal da Marinha que referenciam o seu cargo de Ministro da Defesa do VI Governo Constitucional e ainda porque foi na Armada que cumpriu o serviço militar, mas que todavia se apresentam enquanto imanência do seu carácter sólido e íntegro;

- a ponte como símbolo do projecto político que sustentou para a Aliança Democrática e as intermináveis escadas como sendo uma metáfora da sua existência tão precocemente interrompida e assim firmada na História Nacional.

Nasci em Dezembro de 1980, na noite seguinte à do "acidente de Camarate", pelo que sempre me senti mais próxima do acontecimento.

Foi por tudo isto e também com grande honra e muita emoção que aceitei o desafio do Comandante Pinto Machado, Presidente do Instituto Amaro da Costa, para a concretização deste projecto.

CATARINA PATRÍCIO